Os riscos das lâmpadas piratas

December 13, 2018

 

Apesar da lâmpada pirata  possuir preços bastante atrativos em relação à original e ser facilmente encontrada nos centros comerciais, optar por produtos sem certificação pode trazer algumas dores de cabeça, entenda:

 

Produzidas com materiais tóxicos

Por não possuírem certificação, não existe um controle que indique se as lâmpadas foram feitas dentro das especificações de materiais, podendo ser fabricadas com materiais pesados como mercúrio e chumbo. É importante lembrar que 98% dos materiais utilizados na produção de lâmpadas LED certificadas são recicláveis.

 

Durabilidade menor

As lâmpadas piratas não passam por testes de durabilidade e luminosidade, por essa razão elas podem durar muito menos que uma lâmpada certificada.

 

Podem causar acidentes

A baixa qualidade dos materiais utilizados na produção compromete o isolamento adequado dessas lâmpadas, causando superaquecimento, choques e até curtos, podendo provocar incêndios nas instalações.

 

Não possuem garantia

Especificações em português, nome do fabricante e telefone para contato são dados que geralmente não aparecem nas embalagens de lâmpadas sem certificação.

 

A certificação é importante pois garante que as lâmpadas passaram por um rigoroso teste de qualidade e são seguras para ser comercializadas, ficou na dúvida se o produto é certificado? Basta procurar pelo selo do INMETRO na embalagem, é importante verificar também se a marca deixa claro as informações sobre funcionamento e montagem do produto em Português.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts em Destaque

Conheça os principais tipos de base de lâmpadas

22/03/2019

1/4
Please reload

Posts Recentes

March 7, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Nos acompanhe também
nas redes sociais
  • facebook_gimawa_materiais_eletricos
  • Instagram
  • YouTube
  • LinkedIn